Quinta, 23 de Maio de 2024
18°

Tempo limpo

Brasília, DF

Meio Ambiente Meio Ambiente

Câmara Distrital vai arrecadar doações para população do RS

Nesta terça-feira (07), os parlamentares distritais anunciaram que a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) vai arrecadar doações para ajuda...

07/05/2024 às 19h00
Por: Divino Candido Fonte: Agência CLDF
Compartilhe:
Foto: Carlos Gandra/ Agência CLDF
Foto: Carlos Gandra/ Agência CLDF

Nesta terça-feira (07), os parlamentares distritais anunciaram que a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) vai arrecadar doações para ajudar a população do Rio Grande do Sul (RS). Trata-se de uma iniciativa endossada por todos os parlamentares da Casa. Os gaúchos sofrem com a tragédia ambiental causada pelas fortes chuvas que acometem o estado desde a semana passada.

Os donativos recolhidos serão entregues para a Força Aérea Brasileira (FAB), que vem distribuindo itens doados, além de atuar no resgate de pessoas ilhadas, nos atendimentos de saúde, entre outras frentes.

Ao anunciar a campanha na sessão ordinária de hoje, o deputado Ricardo Vale (PT) explicou que a ideia é estabelecer um local “para que as pessoas possam entregar alimentos, roupas, agasalho e até ração para cachorros”, entre outros donativos que possam ser úteis aos desabrigados. Ele assegurou que tem certeza de que o povo do DF vai ajudar. “A situação é muito triste e não poderia a casa do povo do DF ficar alheia”, argumentou o vice-presidente da casa.

Na mesma linha o deputado Wellington Luiz (MDB), presidente da CLDF, declarou que a Câmara precisa ser um exemplo. “Essa casa não medirá esforços para que essa excelente ideia seja adotada o mais rápido possível”, reforçou. O distrital Pedrosa (União Brasil) também se solidarizou: “que a gente ajude esse estado grandioso a se reerguer através da força de todos nós brasileiros”. São mais de 850 mil pessoas sofrendo as consequências das chuvas, lembrou o deputado Pastor Daniel de Castro.

“Hoje eu quero só prestar minha solidariedade ao povo do RS, aos nossos irmãos brasileiros, que tem suas casas sob as águas, que perderam filhos, que perderam pais e que perderam netos. Enquanto nós falamos daqui há cidades inteiras debaixo d’água. A situação no RS é triste no Brasil inteiro”, lamentou o distrital Thiago Manzoni (PL).

Efeitos climáticos no DF

No plenário, os parlamentares refletiram sobre impactos de crises ambientais no âmbito do DF. A deputada Paula Belmonte (Cidadania) denunciou a contaminação do rio Melchior por chorume de aterro sanitário. Ela informou que várias famílias da redondeza estão sendo contaminadas e ainda anunciou que a casa vai promover uma CPI sobre o assunto o mais rápido possível.

“Quando cheguei ao DF, em 1977, a gente não tinha área de risco. Hoje temos pelo menos 40 comunidades em áreas de risco. É preciso que tenha um trabalho sério de acompanhamento no DF”, ponderou o distrital Chico Vigilante (PT).

“Não se trata mais de se vai acontecer, a questão que está posta para nós é quando vai acontecer. Requer resposta firme, assertiva e imediata do poder público. Flexibilizar normas ambientais não traz desenvolvimento, pelo contrário. Estamos vivendo no RS um clima de refugiados ambientais”, analisou o parlamentar Gabriel Magno (PT).

Fábio Felix (Psol), por sua vez, criticou que diante da crise climática as populações periféricas são as que mais sofrem com as desigualdades e refletiu sobre casos distritais. “No DF temos dois extremos: uma seca intensa, que tem se agravado, e também uma chuva intensa, que tem causado muito sofrimentos em diversas cidades. O governador do DF também precisa se preocupar com esse tema”, reivindicou.

Daniela Reis - Agência CLDF