Quinta, 25 de Abril de 2024
23°

Tempo nublado

Brasília, DF

Cultura Cultura

Dia do rock brasiliense anima artistas e produtores culturais da cidade

Reverência aos grandes nomes do rock do DF e a cobrança por políticas de incentivo à cultura marcaram o primeiro Dia Oficial do Rock Brasiliense, c...

29/03/2024 às 11h03
Por: Divino Candido Fonte: Agência CLDF
Compartilhe:
Foto: Divulgação/Gab. Ricado Vale
Foto: Divulgação/Gab. Ricado Vale

Reverência aos grandes nomes do rock do DF e a cobrança por políticas de incentivo à cultura marcaram o primeiro Dia Oficial do Rock Brasiliense, celebrado nessa quarta-feira (27). A comemoração foi proposta pelo vice-presidente da CLDF, deputado distrital Ricardo Vale (PT), que promoveu uma sessão solene pela data com a participação de músicos, produtores culturais e fãs, que compareceram ao Espaço Cultural Renato Russo. Além da solenidade, era possível conferir shows e exposições sobre a história do rock na capital federal que estavam programadas no espaço.

Na abertura da sessão, Vale falou do momento simbólico que o Dia do Rock Brasiliense representa para a história e para a cultura da cidade. “Essa data, fruto da nossa lei, é muito importante para manter o legado musical e para incentivar a produção das bandas autorais”, disse. O parlamentar também saudou o talento do cantor e compositor Renato Russo, cujo aniversário foi escolhido para marcar o dia do rock, como referência do potencial artístico de Brasília, e agradeceu a mobilização dos artistas para a realização do evento. Ricardo Vale afirmou que, após o reconhecimento do rock como patrimônio imaterial do DF e a data oficial de reconhecimento do gênero, o museu é a próxima meta a ser conquistada.

Além das falas protocolares, a sessão contou com a execução do hino nacional em ritmo de rock e a apresentação de uma das composições de Renato Russo, a música Será, por integrantes da banda cover Quatro Estações. O deputado Ricardo Vale também entregou moções de reconhecimento a diversos músicos, artistas e produtores culturais que prestam ou prestaram relevantes atividades em prol do rock brasiliense, um momento de muita emoção.

Jeferson Oliveira, produtor e músico, acredita numa virada cultural. “É um marco para nós que temos bandas novas, e nossas referências ainda são bandas das décadas de 1970 e 1980. É um momento de muita honra e espero que daqui pra frente tenhamos mais valorização para toda a cadeia do rock”, aspira.

Políticas de incentivo


Na mesa da sessão solene, nomes como o artista e produtor cultural Marcos Pinheiro, apresentador do programa Cult 22; o ativista cultural Ari Barros, fundador do Ferrok Festival; representantes do Setorial Cultura Rock; o Secretário de Cultura Cláudio Abrantes; e Maria do Carmo e Carmem Terezza Manfredini, mãe e irmã de Renato Russo. Durante as falas, foi anunciado que, entre os dias 14 e 16 de junho, na Torre de TV, será realizado um festival de rock autoral para promover os novos talentos, com o apoio da Secretaria de Cultura.

 * Com informações da assesseoria de comunicação do deputado Ricardo Vale 

Agência CLDF

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Enquete
Anúncio
Anúncio