Governo do DF firma compromisso para manter Icipe na gestão do Hospital da Criança

O governo de Brasília se comprometeu a cumprir os pontos elencados pela Justiça do Distrito Federal para suspender os efeitos da sentença que impediu o Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe) de gerir o Hospital da Criança de Brasília José Alencar.

Na sentença, a 7ª Vara de Fazenda Pública do Distrito Federal condenou o Icipe por improbidade administrativa e proibiu o instituto de contratar com o poder público pelo prazo de três anos.

A petição do Executivo, com os termos do compromisso, foi apresentada pela Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) nesta quinta-feira (10).

O termo de compromisso resulta da audiência de conciliação entre o governo de Brasília e o Ministério Público, em 24 de abril, mediado pelo TJDFT
No documento, o DF se compromete a acompanhar todo o processo de submissão do Icipe à qualificação como organização social (OS), além de promover a fiscalização periódica das atividades do instituto.

Para tanto, assinala o texto, “vai aperfeiçoar o processo de monitoramento, acompanhamento e fiscalização do contrato do serviço oferecido pelo instituto”.

Sobre a cláusula que pede que a seleção de pessoal seja feita mediante concorrência ampla e com critérios objetivos de contratação, a PGDF esclarece que, de acordo com a Secretaria de Saúde, as contratações do Icipe já seguem princípios criteriosos.

Ainda assim, caso o desembargador Alfeu Machado (6ª Turma Cível) considere os critérios insuficientes, assegura o documento, “o DF se compromete a acrescer requisitos a fim de reforçar a impessoalidade da contratação”.

A Secretaria de Saúde atualizará o sítio eletrônico para incluir os extratos dos relatórios trimestrais de prestação de contas do trabalho feito pelo Icipe até o 4º trimestre de 2017.

Por fim, o Distrito Federal firma o compromisso de fazer chamada pública na hipótese de renovação ou prorrogação de contrato com o instituto, de modo a viabilizar a futura concorrência de outras entidades interessadas.

Ao assumir o compromisso, o DF espera a suspensão dos efeitos da sentença que proibiu o Icipe de contratar com o poder público por três anos.

Caso a petição seja aceita, o Executivo terá 90 dias úteis para cumprir os requisitos, a partir da publicação da eventual decisão suspensiva.

Com a apresentação do documento pela Procuradoria-Geral, o processo será submetido à apreciação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e, só depois, o pedido de suspensão será efetivamente apreciado pelo TJDFT.


Enquete
O que Achou de nosso Novo Site?
Otimo
Bom
Regular
Ruim
Não Sei Dizer
Ver resultados




Estatisticas
Hoje: 6
Esta Semana: 6
Este Mês: 282
Total de Acessos: 8312
 
 
Atendimento
Quadra 102 Lote 09 Sala 201
Recanto das Emas / Brasília-DF
Telefone
(61) 3434-3406
Horário de atendimento
Segunda a Sexta de 08:00 as 18:00
Powered by SimplesClick.NET