(61) 3434-3406
Complexo Regulador em Saúde está funcionando na Fepecs

Complexo Regulador em Saúde está funcionando na Fepecs

Novas instalações, que são provisórias, têm estrutura para manter a excelência dos serviços oferecidos pelo CRDF

Desde segunda-feira (3), as centrais responsáveis pela regulação ambulatorial e de leitos gerais do Complexo Regulador em Saúde do Distrito Federal (CRDF) estão funcionando na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs).

“A Fepecs recebe com alegria o Complexo Regulador, para que dê continuidade aos serviços importantes da regulação”, resume o diretor-executivo da fundação, Marcos Ferreira. A entidade cedeu uma sala de laboratório, com computadores e rede wi-fi, a 24 operadores, entre médicos e enfermeiros.

Profissionais de atendimento à saúde, grupo do qual fazem parte operadores, médicos e enfermeiros, atuam em uma sala especialmente preparada pela Fepecs /Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde

O diretor do CRDF, Petrus Sanchez, explica que a mudança ocorreu em função do término do contrato de aluguel do prédio onde funcionavam as centrais, na Cidade do Automóvel. “Esses serviços são de utilidade pública e não podem parar”, destaca.

“Por isso, agradecemos o apoio da Fepecs por ceder o espaço, que é provisório”, lembra Sanchez. A previsão é de que, até outubro, o local mude, definitivamente, para o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), onde estarão as outras centrais da Segurança Pública”, informa Sanchez.

A conquista do espaço da Fepecs, foi um alívio para os profissionais, lembra a gerente da Central de Regulação de Internação Hospitalar, Gabriella Ribeiro. “Passamos nas últimas semanas por um período bem tenso, sem saber para onde ir, porque o espaço no Ciob ainda está em reforma”, conta ela. “Que bom que conseguimos esse local, graças à Fepecs. ”


Regulação

O Complexo Regulador em Saúde do DF é responsável pelo acesso imparcial, transparente e seguro à atenção especializada e hospitalar. Todas as centrais de regulação do CRDF operam o acesso aos serviços de internação hospitalar, ambulatorial (procedimentos e consultas especializadas), cirurgias eletivas e de alta complexidade, transporte sanitário, urgências e transplantes, contemplando tanto pacientes do Distrito Federal quanto de outras localidades.

* Com informações da Secretaria de Saúde do DF


Compartilhar

Comentários